3.4 - Redes da UE para prestadores de EFP: aprendizagem, intercâmbio, cooperação

Resumo

Embora a sua instituição de EFP e o seu sistema de gestão da qualidade possam estar em perfeitas condições de funcionamento, há sempre algo que pode aprender com os outros como Gestor da Qualidade, especialmente em contextos em que se juntam muitos prestadores e partes interessadas diferentes. A participação em redes externas, especialmente a nível da UE, é uma forma de oferecer ao pessoal de EFP, bem como aos estudantes, oportunidades interessantes de aprendizagem, intercâmbio e cooperação, bem como de melhorar a qualidade da sua prestação de EFP.

Porque é que isto é importante para si enquanto GQ?

  • Promover a internacionalização e o intercâmbio de boas práticas entre os países;
  • Fazer ouvir a sua voz a nível da UE sobre questões que lhe interessam;
  • Para se conectar com outros prestadores de EFP e explorar oportunidades de cooperação;
  • Criar oportunidades de aprendizagem para professores e funcionários;
  • Para trazer uma dimensão europeia para a sua instituição de EFP.

Como devo implementar esta ação? 

Como Gestor da Qualidade, pode desempenhar um papel importante na identificação de redes externas que se adaptem às necessidades e ambições da sua instituição de EFP. Algumas das redes seguintes são espaços dedicados a professores e especialistas para partilhar as melhores práticas e fornecer aos órgãos da UE contributos úteis «a partir do terreno»; pode direcionar o pessoal relevante para um dos seguintes:

  • Redes para professores:
    • eTwinning: uma plataforma online para o pessoal escolar (44 países da UE e fora da UE envolvidos) comunicar, colaborar, desenvolver e partilhar projetos. A eTwinning está disponível em 28 línguas e oferece oportunidades de desenvolvimento profissional gratuito para professores, informação sobre reconhecimento, exemplos de projetos bem sucedidos, 14 grupos temáticos (incluindo um sobre empreendedorismo na educação) e várias outras oportunidades para se ligar online a professores e trocar boas práticas.
    • School Education Gateway: uma plataforma online mais ampla, aberta não só aos professores, mas também aos decisores políticos, especialistas e outros profissionais da educação. Disponível em 23 línguas europeias, oferece uma variedade de recursos, incluindo atualizações sobre a evolução das políticas educativas da UE, opiniões de peritos, publicações, materiais didáticos e nove páginas temáticas (incluindo uma sobre educação para o empreendedorismo). A School Education Gateway também oferece apoio para melhorar a inclusão e prevenir o abandono escolar precoce (através de um conjunto de ferramentas europeias específicas para as escolas) e fornece informações sobre oportunidades de desenvolvimento profissional oferecidas quer por prestadores de cursos independentes quer através de financiamento da UE.
  • Redes para especialistas e outras partes interessadas na educação:
    • Redes do Cedefop: O Cedefop é uma agência descentralizada da União Europeia que se concentra no desenvolvimento e implementação de políticas de formação profissional e educação. O Cedefop gere várias redes temáticas:
      • Embaixadores que lidam com o abandono precoce no EFP: estabelecido em 2017 como uma rede de apoio para o Conjunto de Ferramentas do Cedefop para o EFP para combater o abandono precoce), vê a participação de uma variedade de embaixadores (decisores políticos, prestadores de ensino, especialistas, outros intervenientes chave) envolvidos no combate ao abandono precoce para o EFP a nível nacional, regional ou local na Europa;
      • CareersNet: uma rede criada para recolher informações comparáveis e fiáveis à escala europeia no domínio da orientação ao longo da vida e do desenvolvimento de carreiras, e para identificar lacunas e soluções relacionadas;
      • Comunidade Cedefop de peritos em aprendizagem: uma rede de peritos voluntários com o objetivo de recolher e comparar informações fundamentais sobre a aprendizagem na Europa;
      • Comunidade Europeia de prestadores de ensino: criada em 2017 pelo Cedefop e outras seis associações de EFP a nível da UE, destina-se a complementar a Plataforma para associações europeias de prestadores de EFP criada pela DG EMPL para prestar aconselhamento político à Comissão Europeia;
      • ReferNet: uma rede de instituições criada em 2002 para fornecer informação aprofundada sobre os sistemas e políticas profissionais e de formação nacionais nos Estados-Membros da UE, na Islândia e na Noruega, com enfoque na forma como cada país está a progredir na implementação dos objetivos políticos europeus comuns;
      • Skillsnet: uma rede de investigadores e especialistas ativos na identificação precoce das necessidades e previsão de competências ou na transferência dos resultados da investigação de futuras necessidades de competências para a política e prática.
    • ET2020 Grupo de Trabalho sobre Educação e Formação Profissional: um dos sete Grupos de Trabalho criados em 2018 para apoiar a elaboração de políticas a nível nacional e da UE; os membros dos Grupos de Trabalho são funcionários governamentais nomeados pelos Estados-Membros da UE, mas também incluem representantes de organizações de partes interessadas selecionadas e parceiros sociais.

Outras redes da UE reúnem prestadores de EFP e/ou associações destes com o objetivo de recolher contributos agregados a nível nacional e de moldar a política da UE em conformidade. Como Gestor da Qualidade, pode tornar-se a pessoa de ligação entre o seu instituto de EFP e as redes como, por exemplo:

  • Redes para instituições e associações de EFP:

    • Rede EQAVET: uma plataforma para aprofundar a cooperação em matéria de qualidade no EFP, reunindo as partes interessadas de EFP a nível europeu e promovendo uma «caixa de ferramentas» unificada de critérios e indicadores de qualidade. Os Pontos de Referência Nacionais são as ligações nomeadas entre a rede EQAVET e as instituições de EFP e as partes interessadas em aderir à rede ou em saber mais sobre o quadro de referência.
    • JA Europe: uma organização sem fins lucrativos que oferece programas de empreendedorismo que visam inspirar e preparar os jovens para o sucesso numa economia global. A rede JA Europe conta com quase 40 000 escolas em 40 países. A JA Europe é membro da rede mais ampla JA Worldwide.
    • EE-HUB: uma rede internacional especializada que reúne governos europeus e nacionais, empresas, ONG, investigadores e educadores com o objetivo de aumentar a quantidade, qualidade e impacto da educação para o empreendedorismo na Europa. As atividades da EE-HUB incluem a ligação de especialistas em EE em toda a Europa, o acompanhamento dos principais desenvolvimentos políticos no EFP, orientação e formação através de workshops e iniciativas profissionais, e a defesa da educação para o empreendedorismo a nível da UE.
    • EfVET (Forum Europeu de Ensino e Formação Profissional Técnicos): associação europeia criada por e para prestadores de EFP com o objetivo de defender e enriquecer o ensino e a formação técnica e profissional através da cooperação transnacional. O EfVET representa 25 países da UE, 200 prestadores de ensino, mais de 1500 instituições de ensino e formação profissional e mais de 2 milhões de formandos. 
    • EVTA (European Vocational Training Association): uma rede de organizações europeias no domínio do desenvolvimento do capital humano. A EVTA conta com 12 membros representantes de prestadores de EFP públicos e privados e empresas que atuam a nível internacional, nacional e regional. 
    • EVBB (European Association of Institutes for Vocational Training): uma rede europeia de associações, coordenando institutos de ensino e prestadores de EFP que visa melhorar a qualidade da prestação de EFP na Europa. A EVBB conta com 55 membros de países da UE e de fora da UE, representando 35 000 membros do pessoal e 1 500 centros educativos. 

Como devo saber se causei impacto, aumentando a qualidade da prestação de EFP e em que medida? (Indicadores também ligados ao EQAVET, se houver):

  • Se a ação for implementada com sucesso, o prestador de EFP vai registar melhorias de qualidade nas áreas de interesse da rede à qual decidiu aderir. Alguns exemplos incluem:
    • Um envolvimento ativo dos professores nas comunidades online eTwinning e School Education Gateway, que têm um forte foco na questão do abandono escolar precoce, pode resultar num aumento da taxa de conclusão dos programas de EFP (medido pelo indicador EQAVET n.º 4); 
    • A exploração das oportunidades de desenvolvimento profissional da School Education Gateway pode facilitar a implementação de formação de pessoal (medidas pelo indicador EQAVET n.º 2);
    • A adesão a uma rede europeia de prestadores de EFP e a partilha de conhecimentos sobre como colmatar a lacuna entre a escola e o mercado de trabalho pode resultar num aumento da taxa de colocação dos programas de EFP (medida pelo indicador EQAVET n.º 5).
  • Em termos gerais, esta ação pode ser considerada implementada com sucesso se os benefícios derivados da adesão a uma rede externa ultrapassarem o investimento relativo em termos de dinheiro, tempo ou recursos

Links e outras leituras (inclui também recursos de terceiros - vídeos, etc.):

O Cedefop recomenda as seguintes publicações aos prestadores de EFP que procuram cooperação internacional:

  • Cedefop (2008), Terminology of European education and training policy: a selection of 100 key terms (Terminologia da política europeia de educação e formação: uma seleção de 100 termos-chave);
  • Cedefop (2011), Assuring quality in vocational education and training: the role of accrediting VET providers (Assegurar a qualidade no ensino e formação profissional: o papel da acreditação de prestadores de EFP);
  • Cedefop (2011), Glossary: quality in education and training (Glossário: qualidade na educação e na formação).
Glossary
Unit 3
Time - Preparatory phase:
Medium: 1 day - 1 week
Time - Regular tasks:
Medium: every week
Time - Length of commitment:
High: > 1 month
HR - Number of staff members:
Low:
HR - Commitment by staff members:
High: More than 1 month
Economic investment:
Medium: Investment is option
ICT skills:
Intermediate
Suggested Cards: after reading the current one: